terça-feira, 20 de novembro de 2012

Ronda

A música “Ronda” foi composta por Paulo Vanzolini”(1924- e gravada pela primeira vez em 1953, por Inezita Barroso.
Paulo teve como inspiração o seu tempo de soldado, quando nos anos 40(1944-45) servia o Exército na Companhia. de Polícias e fazia RONDAS pelas boates de São Paulo atrás de soldados desgarrados. Várias vezes deparou-se com cenas semelhantes às presentes na letra da música.
Além de compositor, Paulo Vanzolini é um zoólogo dos mais conceituados.
Paulo gravou um único LP, em 1981, que recebeu o título de “Paulo Vanzolini por ele mesmo”.

Apesar de gravada originalmente por Inezita Barroso na década de 50, o sucesso nacional veio na década de 70 através da magistral interpretação da cantora Márcia.

“Ronda” é considerada como uma das “canções-símbolo” da cidade de São Paulo. Ela é executada em toda e qualquer casa noturna, basta que alguém pegue um violão e aceite pedidos...logo aparece “Ronda”. Até hoje, consta que “Ronda” é a música mais executada nas noites paulistanas.
Paulo satiriza essa relação estreita entre “Ronda” e São Paulo: "Pode uma coisa dessas? Uma música que fala de uma prostituta que procura o amante para matá-lo ser considerada um hino paulista?", satiriza o pai de Ronda.

Mesmo com o sucesso estrondoso da música, Paulo Vanzolini “não gosta” de “Ronda”. Mesmo "não gostando" da música, relembra a cada entrevista que dá, sua mágoa com Caetano Veloso por ele ter se utilizado da melodia de Ronda para compor sua homenagem à São Paulo em Sampa, que é - ironicamente - outra "canção-símbolo" da cidade. Caetano explicou, tempos depois, que se tratava de uma homenagem ao compositor paulista. Vanzolini ficou ressabiado; mas nunca chegou a acusar oficialmente o autor de Sampa por plágio.

Para Paulo, apesar do enorme sucesso, “Ronda” não foi a música que mais lhe rendeu frutos. Esse título ele dedica ao samba gravado por Noite Ilustrada e Jair Rodrigues, “Volta Por Cima”.

A música este presente nas trilhas sonoras da novela: “Bebê a Bordo” (1988/1989 /Emílio Santiago)

RONDA
(Paulo Vanzolini)

De noite eu rondo a cidade
A te procurar sem encontrar
No meio de olhares espio
Em todos os bares você não está
Volto pra casa abatida
Desencantada da vida
O sonho alegria me dá
Nele você está

Ah se eu tivesse
quem bem me quisesse
esse alguém me diria
Desista essa busca é inútil
Eu não desistia

Porém com perfeita paciência
Volto a te buscar
Hei de encontrar
Bebendo com outras mulheres
Rolando dadinhos
Jogando bilhar
E nesse dia então
Vai dar na primeira edição
Cena de sangue num bar da
avenida São João.

Ah se eu tivesse
Quem bem me quisesse
Esse alguém me diria
Desista essa busca é inútil
Eu não desistia

Porém com perfeita paciência
Volto a te buscar
Hei de encontrar
Bebendo com outras mulheres
Rolando dadinhos jogando bilhar

E nesse dia então
Vai dar na primeira edição
Cena de sangue num bar da
Avenida São João.

Nenhum comentário:

Postar um comentário