quarta-feira, 21 de novembro de 2012

E o Mundo Não Se Acabou

É um samba-choro de Assis Valente (1911/1958), gravado originalmente por Carmen Miranda em 9 de março de 1938.

Assis Valente era grande cronista do cotidiano do povo de seu tempo. Prova disso são as músicas “Tem Francesa no Morro” e “Good Bye Boy”, em que Valente satirizava a nada antiga moda de utilizar palavras oriundas da língua francesa e inglesa.

Com o samba-choro “E O Mundo Não Se Acabou”, de 1938, não foi diferente. Na política, as coisas não andavam bem. Adolf Hitler tomava o poder na Alemanha e em menos de um mês anexava a Áustria ao III Reich. No Brasil, Getúlio Vargas detinha a faixa presidencial, suplantando a democracia.

Foi também a época de um eclipse total e logo apareceram rumores de que um cometa iria se chocar contra a Terra, causando frisson na população que achava que o fim dos tempos estava próximo.

Assis valente não perdeu tempo e compôs o samba.

Na década de 90 o samba foi regravado por Adriana Calcanhoto, Daniela Mercury, Ney Matogrosso, dentre outros.



E O MUNDO NÃO SE ACABOU
(Assis Valente)

Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar
Por causa disso a minha gente lá de casa começou a rezar
E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite lá no morro não se fez batucada
Acreditei nessa conversa mole
Pensei que o mundo ia se acabar
E fui tratando de me despedir
E sem demora fui tratando de aproveitar
Beijei na boca de quem não devia
Peguei na mão de quem não conhecia
Dancei um samba em traje de maiô
...e o tal do mundo não se acabou
Chamei um gajo com quem não me dava
E perdoei a sua ingratidão
E festejando o acontecimento
gastei com ele mais de quinhentão
Agora eu soube que o gajo anda
dizendo coisa que não se passou
Ih! vai ter barulho e vai ter confusão
... porque o mundo não se acabou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário