terça-feira, 20 de novembro de 2012

Volta Por Cima

O samba “Volta por Cima” foi composto pelo paulista Paulo Vanzolini (1924) no ano de 1960.

Em 1962, mostrou o samba a Inezita Barroso, que preferiu não gravá-lo por lhe parecer pouco comercial. Contrariando a opinião de Inezita, lançado naquele mesmo ano pelo cantor Noite Ilustrada em disco Philips, o samba "Volta por Cima" tornou-se sucesso em todo o Brasil. Antes de ser gravado já era conhecido em boates paulistanas como "o samba do Vanzolini". Desde o sucesso do samba, "dar a volta por cima" passou a ser uma expressão recorrente no vocabulário popular, como consta no Dicionário Aurélio: "Dar a volta por cima. Superar uma situação difícil: 'ali onde eu chorei/ qualquer um chorava/ Dar a volta por cima que eu dei/ quero ver quem dava". Na década de 1960, era comum ouvir seus sambas na Boate Jogral, em São Paulo, cujo proprietário era o músico, parceiro e amigo Luís Carlos Paraná. Ali muitos artistas da música costumavam reunir-se e foi onde se lançaram em São Paulo Jorge Ben (depois Jorge Benjor) e Martinho da Vila.

A respeito de “Volta por Cima” o próprio Paulo Vanzolini fez o seguinte comentário: “Eu criei essa expressão por volta de 1959 ou 60 e ela tem me dado uma satisfação meio misturada porque por um lado você ter uma expressão que você inventou da sua cabeça no dicionário de Aurélio...Ninguém pode ficar infeliz com isso, né? Mas o dicionário não pegou bem o que eu queria dizer e se o dicionário não pegou bem, a culpa é minha. Porque quando eu dizia ‘dar a volta por cima’ não quer dizer só vencer as dificuldades mas é vencer com grandeza, vencer com generosidade, ser o ‘machão’absoluto...”

Em 1969, o cineasta Glauber Rocha incluiu agravação de "Volta por cima", na voz de Noite Ilustrada no filme "O dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro", com o qual seria premiado como melhor diretor no Festival de Cannes.

Em 2002, o samba "Volta por cima" foi regravado pelo cantor Roberto Silva, que então retornava às gravações, tendo inclusive, colocado o título do samba no CD.

Esteve presente na trilha do filme “O dragão da maldade contra o Santo Guerreiro” (1969 – Noite Ilustrada) e


VOLTA POR CIMA
(Paulo Vanzolini)

Chorei, não procurei esconder
Todos viram, fingiram
Pena de mim, não precisava
Ali onde eu chorei
Qualquer um chorava
Dar a volta por cima que eu dei
Quero ver quem dava
Um homem de moral não fica no chão
Nem quer que mulher
Venha lhe dar a mão
Reconhece a queda e não desanima
Levanta, sacode a poeira
E dá a volta por cima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário