terça-feira, 20 de novembro de 2012

Tortura de Amor

É um bolero composta por Waldick Soriano(1933-2008) em 1962.

A canção foi composta ainda no interior da Bahia (Caetité), como diz o próprio Waldick a respeito de “Tortura de Amor”: “O poeta sempre tem uma tristeza interior, ele compõe e muitas vezes não sabe o porquê. No lugar que eu morava eu achava que não era o meu lugar. E era muito difícil sair.”

Os versos. Considerados por muitos brega, narram as dores de uma história de amor. No entanto, algum gênio do regime militar achou que a referência à tortura era mensagem cifrada de subversivo e a censurou em 1974.

Tornou-se grande sucesso na voz do cantor. Depois ganhou releituras nas vozes de Nelson Gonçalves, Fagner, Fafá de Belém, Maria Creuza e o grupo português Clã, entre outros.

“Tortura de Amor” esteve presente na trilha sonora da novela “Gabriela” (1975 - Waldick Soriano)


TORTURA DE AMOR
(Waldick Soriano)

Hoje que à noite esta calma,
E que minh'alma esperava por ti,
Apareces-te afinal, torturando,
Este ser que te adora,
Volta, fica comigo, só mais uma noite,
Quero viver junto a ti,
Volta meu amor, fica comigo,
Não me desprezes a noite é nossa,
E o meu amor pertence a ti,
Hoje eu quero paz, quero ternura,
Em nossas vidas, quero viver,
Por toda vida, pensando em ti.

Volta, fica comigo, só mais uma noite,
Quero viver junto a ti,
Volta meu amor, fica comigo,
Não me desprezes, a noite é nossa,
E o meu amor pertence a ti,
Hoje eu quero paz, quero ternura,
Em nossas vidas, quero viver,
Por toda vida, pensando em ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário