quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Eu Não Sou Daqui (Eu Sou de Niterói)

O samba em homenagem à cidade de Niterói foi composto em 1941 por Wilson das Neves (1936) e Ataulfo Alves (1909-1969).

Wilson das Neves
"Eu Não Sou Daqui" foi gravado originalmente por Aracy de Almeida e, posteriormente, por Cristina Buarque. Recebeu mais recentemente uma regravação da niteroiense Zélia Duncan.

Ataulfo Alves
EU NÃO SOU DAQUI (Eu Sou de Niterói)
(Wilson das Neves / Ataulfo Alves)

Eu não daqui
Eu sou de Niterói
Sinto muito , mas não posso
Aceitar o seu amor
Na terra de Araribóia
É que eu tenho quem me quer
Passe bem, seja feliz, oi
E até quando Deus quiser
Juro, tenho compromisso
Seu moço, preste atenção
Do outro lado da Baía
Empenhei meu coração
Vou embora até loguinho
Por favor, não leve a mal
Estou em cima da hora
A barca deu o sinal.


                                                    Aracy de Almeida


                                                   Cristina Buarque










4 comentários:

  1. Caros, permitam-me uma correção! Pelo que pesquisei, esta canção foi composta por Ataulfo Alves e Wilson BATISTA. Atenciosamente, Lenita Lopez

    ResponderExcluir
  2. Em tempo, PARABÉNS pelo trabalho de valorização de nossa música e preservação de nossa memória musical! Abraços, Lenita

    ResponderExcluir
  3. Wilson Batista e Ataulfo Alves. Wilson das Neves não foi contemporâneo deles, é baterista do Chico Buarque e um compositor maravilhoso, vivo ainda, mas não autor desse samba

    ResponderExcluir
  4. - Os três comentários acima, estão absolutamente corretos, o autor deste belo samba, "Eu Não Sou Daqui" (Eu Sou de Niterói), é o extraordinário compositor, Wilson Batista, natural da cidade de Campos (RJ), e não o baterista, Wilson da Neves, também cantor e compositor, afinal, este nasceu no Rio de Janeiro (RJ) em 14/06/1936, portanto, teria composto o samba em 1941, com apenas cinco anos de idade, seria muita precocidade, não? Queira me desculpar, mas um Blog, que deseja realmente, "enriquecer as informações com o histórico das canções e algumas informações que possam agradar aqueles que buscam aumentar seus conhecimentos sobre a fantástica música brasileira, bem como seus compositores e intérpretes", deveria ser mais cuidadoso, para não colocar todo o trabalho a perder, afinal, Música Popular Brasileira é assunto sério, correto?(!)
    Atenciosamente, Alberto (Niterói-RJ).

    ResponderExcluir